Base de dados

Diz-se – e não sem razão – que a Academia Brasileira de Letras é a casa da memória, aquela em que, graças à palavra, o passado se faz presente nas homenagens e tributos prestados aos confrades que já deixaram o nosso convívio, em particular o do plenário, onde todas as quintas-feiras se reúnem os acadêmicos não apenas para as conversas durante o chá, mas sobretudo para os debates, as comunicações, as decisões e as efemérides celebradas nas sessões ordinárias. Trata-se talvez da mais antiga tradição da Casa de Machado de Assis, quando ali, a partir de fins de 1896, um punhado de homens de letras decidiram que estas – e eles próprios – haveriam de ter a sua morada oficial, essa morada que, depois de infindáveis peregrinações, iria se concretizar apenas em 1923 graças à doação, pelo governo francês, do Petit Trianon à instituição sonhada por Machado de Assis e Lúcio de Mendonça.

A cada sessão plenária de quinta-feira, portanto, relembram-se a vida e a obra de um confrade já falecido, sendo o texto dessa efeméride recolhido aos Anais que a Casa vem publicando desde 1994 e cuja a origem remonta a Revista da Academia Brasileira de Letras, criada pelo acadêmico Mário de Alencar em 1910. Em novembro de 2003, a ABL publicou o índice acumulado dessa revista (1961-2000), em continuidade aos volumes anteriormente editados, num trabalho extremamente minucioso e quase beneditino, onde todas as intervenções dos acadêmicos em plenário são indexadas. Mas a verdade é que, embora publicados nos Anais, esses textos acabam por alcançar divulgação restrita.

Para mitigar tão injusta avarícia é que se criou o projeto "Palavras: Tributos e Homenagens", concebido pela bibliotecária Myriam de Castilho Gama, que reunirá textos selecionados dos Anais e os divulgará na página da ABL na internet. Essas "palavras", como define o próprio projeto, são textos por meio dos quais os acadêmicos homenageiam seus confrades, antecessores ou contemporâneos, e vários desses trabalhos revelam o convívio do autor com o homenageado ou a análise de sua obra, proporcionando um novo olhar sobre a biografia e a bibliografia do confrade reverenciado.

Os principais objetivos desse projeto são: estruturar uma base de dados constituída por textos criteriosamente pinçados dos Anais da Academia Brasileira de Letras; criar um instrumento de pesquisa formado por textos de inconteste valor literário, mas que ainda permanecem vítimas de uma circulação precária; e possibilitar a pesquisadores e ao público em geral o acesso a um material que envolve questões culturais, artísticas, sociais e políticas, e como os membros da ABL pensaram e se posicionaram diante dessas questões.

Acadêmico Ivan Junqueira